A VERDADEIRA POSIÇÃO DO PAPA FRANCISCO SOBRE A UNIÃO HOMOSSEXUAL

É treta, povo católico!

O Papa Francisco foi novamente notícia por conta de uma declaração dada no documentário “Francesco”, que estreou no Festival de Cinema de Roma. O filme aborda a pastoral do Papa e suas opiniões sobre temas sociais em evidência. A fala que caiu como uma bomba na imprensa aconteceu em uma parte do filme dedicada à questão das pessoas com atração pelo mesmo sexo, e foi a seguinte:

“Os homossexuais têm o direito de estar em uma família. São filhos de Deus e têm o direito de estar em uma família. Não se pode expulsar ninguém de uma família ou atirar alguém na miséria por isso. O que temos que fazer é uma lei de convivência civil. Assim terão o direito de estar cobertos legalmente.”

Veja o vídeo abaixo (deixa a legenda em inglês pra lá, porque ela não está boa – melhor prestar atenção no espanhol de Francisco).

A primeira coisa que chama atenção é o fato de que Francisco não parece estar falando de uma união civil homossexual nas primeiras frases. Ele claramente parece estar se referindo ao problema de um homossexual ser expulso de sua família. Então, quando ele diz que todos merecem ter família, não está, como a imprensa tem destacado, falando que eles deveriam “se casar”. 

Na parte final da sua declaração, ele coloca a necessidade de uma lei de convivência civil. Nesse momento, o papa pode ainda estar falando sobre os direitos de um filho(a) homossexual. É difícil ter certeza sem ver o filme inteiro. Porém, é realmente mais provável que ele esteja falando da necessidade de garantir direitos para um relacionamento entre pessoas do mesmo sexo. E, nesse último caso, precisamos questionar:

Uma afirmação assim pode alterar a doutrina ou modus operandi da Igreja?

NÃO. EM HIPÓTESE ALGUMA. NADA MUDA. É muito importante afirmar categoricamente que, se o Papa Francisco realmente afirmou ser favorável a esse tipo de união, nada muda em termos de doutrina ou conduta. Neste caso, estaríamos diante apenas de uma opinião pessoal e não de um ensinamento oficial do Magistério. 

Em outras palavras: nenhum católico pode, a partir de uma frase solta de documentário, afirmar nada diferente da doutrina que a Igreja guarda há dois mil anos, e que é imutável. Sobre isso, ponto final. Não há dúvidas aqui.

Mas mesmo não mudando nada, faz sentido ir um pouco além de se debruçar sobre a pergunta que todos estão se fazendo nesse momento:

O Papa Francisco é favorável à união civil entre pessoas do mesmo sexo? 

A resposta aqui também é NÃO. Francisco não é favorável à união civil entre pessoas do mesmo sexo e muito menos à equiparação desse tipo de relacionamento com a família. Além disso, também é contra a adoção de crianças por “casais” (duplas) homossexuais.

O que se pode entender dentro do contexto deste documentário é que Francisco parece estar deixando claro que, se algo precisa ser feito, só pode ser feito na esfera civil e dentro de questões objetivas.

Mas como podemos ter tanta certeza sobre o posicionamento de Francisco nesta questão? Pelo seu histórico. Francisco sempre se posicionou contrário à legalização da união civil homossexual em todos os foros dos quais participou, e lutou ativamente contra uma lei do tipo na Itália e também na Argentina, quando ainda era arcebispo de Buenos Aires.

Para que não reste absolutamente nenhuma dúvida sobre isso, vamos mostrar uma lista completa dos pronunciamentos do Papa acerca do tema desde o início do seu pontificado, começando pelo mais recente. Assim, evitamos qualquer efeito nefasto de uma declaração mal entendida ou mesmo descuidada.

MATÉRIA COMPLETA: https://ocatequista.com.br/saiu-na-imprensa/item/18334-a-verdadeira-posicao-do-papa-francisco-sobre-a-uniao-homossexual

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *